terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Memórias de um Assassino

Memórias de um Assassino (Salinui Chueok, Coréia do Sul, 2003) – Nota 8,5
Direção – Joon Ho Bong
Elenco – Kang Ho Song, Sang Kyung Kim, Roe Ha Kim, Jae Ho Song, Hie Bong Byeon.

Em 1986, numa pequena cidade do interior da Coréia do Sul, duas mulheres são encontradas mortas da mesma forma em dias e locais diferentes. As garotas foram amarradas, violentadas e estranguladas. 

A investigação fica por conta de dois detetives que desejam resolver rapidamente o caso, mesmo que acusem o sujeito errado. Um dos detetives é Park (Kang Ho Song de “O Hospedeiro”) e o outro é o violento Cho (Roe Ha Kim), que juntos utilizam até mesmo de tortura para conseguir uma confissão. 

Para auxiliar na investigação, chega na cidade o detetive Seo (Sn Kyung Kim), um jovem que trabalha na capital do país, em Seul e tem como característica analisar os detalhes seguindo o estilo americano de investigação, mesmo com pouquíssimos recursos a disposição. Logo, a truculência de Park e o jeito calado de Seo criam um conflito entre os sujeitos, que pensam e investigam de formas completamente diferentes. 

Baseado na história real de um serial killer que atacava mulheres entre 1986 e 1991 na Coréia do Sul, este trabalho do mesmo diretor do ótimo “O Hospedeiro” é um belíssimo longa que mistura o que de melhor existe nos filmes policiais americanos com o estilo oriental de contar uma história. 

O roteiro ainda tem toques políticos ao citar que na época a Coréia do Sul estava sob um ditadura e diariamente ocorria um toque de recolher, além de algumas cenas rápidas sobre a repressão da polícia e do exército contra manifestantes durante uma visita do presidente. 

Aqui a tensão em busca do assassino se torna crescente e cria algumas ótimas sequências, como a perseguição a pé pela cidade que termina numa enorme pedreira, além da bela fotografia das cenas inicial e final que se passam no mesmo campo onde ocorreu o primeiro assassinato. 

A história e a narrativa lembram filmes como “Seven” e “Zodíaco”, dois ótimos trabalhos de David Fincher.

Praticamente desconhecido, este ótimo longa policial merece ser descoberto pelos fãs do gênero. 
   

4 comentários:

Celo Silva disse...

De fato, já ouvi falar que esse filme é muito bom. Ainda verei. Abraço!

Gonga disse...

Nao conhecia este filme, fiquei curioso

Hugo disse...

Celo e Gonga - Faz pouco tempo que descobri o filme e gostei muito. Vale a sessão principalmente para quem curte filmes policiais.

Abraço

Jenifer Torres disse...

Parece interessante. Vou assistir.
Abraço
www.dicaselistas.blogspot.com