sábado, 17 de agosto de 2013

Gomorra & O Professor do Crime


A temida Camorra, a Máfia Napolitana, poucas vezes foi retratada no cinema, diferente da Cosa Nostra, a Máfia Siciliana e de outras organizações criminosas pelo mundo.

Nesta postagem eu comento dois bons filmes sobre a Camorra.

 Gomorra (Gomorra, Itália, 2008) – Nota 8
Direção – Matteo Garrone
Elenco – Salvatore Abruzzese, Simone Sachettino, Salvatore Ruocco, Vincenzo Fabricino, Vincenzo Altamura, Anna Sarnelli, Gianfelice Imparato, Salvatore Cantalupo.

Num local pobre da região de Nápoles dominada pela Camorra, a Máfia Napolitana, vários personagens se cruzam quando explode uma guerra entre dois grupos. O conflito começa pela insatisfação de alguns membros que tem parentes presos e que recebem uma espécie de compensação em dinheiro paga pelos chefões, sendo um valor considerado baixo. Estes membros utilizam o fato para criar um grupo com o objetivo de tomar o poder na organização. 

No meio deste conflito temos o jovem Toto (Salvatore Abruzzese) que de mensageiro dos mafiosos passa a ajudar os rebeldes, Don Ciro (Gianfelice Imparato) que é o responsável por pagar as famílias e por isso passa a ser ameaçado e o costureiro Pasquale (Salvatore Cantalupo) que por aceitar ensinar alta costura para os chineses, se torna alvo dos mafiosos. Temos ainda uma dupla de jovens ladrões (Salvatore Ruocco e Vincenzo Fabricino) que agem sozinhos e não aceitam trabalhar para a Máfia, além de uma empresário corrupto que lucra despejando lixo tóxico em uma área pobre. 

Mesmo sendo filmes bem diferentes, a temática deste longa lembra o superior “Cidade de Deus”, mostrando o lado violento e quase sem lei da sul da Itália, local tomado pela corrupção e pela falta de perspectivas para os jovens. 

Se no início a trama parece dispersa, mesmo com a violência aparecendo logo na sequência inicial, aos poucos a tensão aumenta e a narrativa vai ganhando contornos trágicos. 

O estilo cru empregado pelo diretor Matteo Garrone dá ainda mais realismo a história, que é baseada num famoso livro de Roberto Saviano. 

O resultado é um ótimo e violento drama.  

O Professor do Crime (Il Camorrista, Itália, 1986) – Nota 7,5
Direção - Giuseppe Tornatore
Elenco – Ben Gazzara, Laura Del Sol, Leo Gullotta, Marzio Honorato.

Ainda jovem, Raffaele (Ben Gazzara) é preso e condenado a vinte de anos de cadeia por ter assassinado um sujeito que ofendeu sua irmã Rosaria (Laura Del Sol). Inteligente e líder nato, Raffaele se alia a Camorra, a Máfia Napolitana e aos poucos vai galgando postos dentro da organização, até que se torna o chefão na cadeia, ficando conhecido como “O Professor”. Extremamente ambicioso, Rafaelle tem o objetivo de se tornar o chefe maior da Camorra, para isso ele planeja fugir do presídio e assassinar os outros chefes, sempre com a ajuda de sua irmã. 

Este quase esquecido drama sobre a Máfia foi o primeiro filme do diretor Giuseppe Tornatore, que dois anos depois se consagraria com o hoje clássico “Cinema Paradiso”. Mesmo com um tema bem diferente do seu trabalho posterior, aqui já vemos o potencial de Tornatore, que não tem pressa para contar a história de vida do mafioso (o longa tem quase três horas de duração), que é livremente baseada na vida do chefe da Camorra Raffaele Cutolo. 

Outro ponto positivo são as interpretações do americano Ben Gazzara (falecido em 2012) e da espanhola Laura Del Sol (“The Hit – O Traidor” e “O Rei Pasmado e a Rainha Nua”). 

É um bom filme indicado para quem gosta de longas sobre a máfia. 

Nenhum comentário: